segunda-feira, 26 de junho de 2017

POVO QUER SENTENÇA JURÍDICA: Brasil espera do juiz Moro julgamento imparcial e sem politicagem; SAIBA!

POVO QUER SENTENÇA JURÍDICA: Brasil espera do juiz Moro julgamento imparcial e sem politicagem; SAIBA!
27 de junho de 201
 

Os simpatizantes de Lula em todo território nacional, aguardam com expectativa a sentença do juiz Sérgio Moro que deve sair até amanhã ou no mais tradar até quinta-feira, segundo fontes de Curitiba.

O que se escuta falar pelo país afora é que todos aguardam uma decisão imparcial do magistrado que é parte integrante da Operação Lava Jato.

Se nesse caso a situação não ocorrer de forma isenta, ou seja, Lula for punido de maneira injustiça e até certo irresponsável, o Brasil que já se encontra as traças, estancará de vez.

Como todos sabem Lula lidera as pesquisas de opinião pública realizadas até agora e na opinião de analistas políticos, isso demonstra claramente que o mesmo é hoje, a maior liderança política de todos os tempos.

O trato com Lula existe uma certa habilidade, pois trata-se de um homem honesto, sem qualquer prova que redunde em sua condenação e que tem uma enorme simpatia popular.

PORTAL CLICK POLÍTICO.


Queridos amigos e leitores do blog, se vocês não ver postagem do meu blog SUED E POSPERIDADE nos grupos do facebook é porque o mesmo bloqueou as minhas postagens, que eu vejo como punição por eu divulgar notícias de Lula e do PT. Vocês podem acessar o blog pelo Google, G+1, twitter e Pinterest, ou no próprio blog, podem compartilhar as notícias para a página de vocês.
AGRADEÇO A TODOS 

PROCESSO LONGO E DOLOROSO: Temer o 1º presidente denunciado por corrupção; SAIBA!

PROCESSO LONGO E DOLOROSO: Temer o 1º presidente denunciado por corrupção; SAIBA!
26 de junho de 2017
 

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, denunciou nesta segunda-feira (26) o presidente Michel Temer pelo crime de corrupção passiva, como parte do inquérito que também investiga o peemedebista por obstrução de Justiça e organização criminosa.

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, denunciou nesta segunda-feira (26) o presidente Michel Temer pelo crime de corrupção passiva, como parte do inquérito que também investiga o peemedebista por obstrução de Justiça e organização criminosa.

Apreendido pelos investigadores, o dinheiro seria, segundo a Procuradoria-Geral da República (PGR), uma forma de propina para favorecer a holding J&F, dona da JBS, junto ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) em um processo para reduzir o preço do gás fornecido pela Petrobras a uma empresa do grupo.

Em conversa gravada por Joesley Batista, um dos proprietários da J&F, Temer indica Loures, também denunciado por corrupção passiva, como uma pessoa “da mais estrita confiança”.

O peemedebista tornou-se o primeiro presidente na história do país denunciado por corrupção durante o exercício do cargo, e as penas para esse crime vão de dois a 12 anos de prisão, além de multa.

Janot ainda pode denunciá-lo por outros delitos, como obstrução de Justiça, após a Polícia Federal ter enviado ao Supremo Tribunal Federal (STF), nesta segunda-feira, um relatório no qual afirma que o presidente “incentivou” a realização de pagamentos ilegítimos da JBS ao deputado cassado Eduardo Cunha.

Além disso, a PF alega que o peemedebista deixou de “comunicar as autoridades competentes” sobre a “suposta corrupção de membros da Magistratura Federal e do Ministério Público Federal por parte de Joesley.

Próximos passos

Com a apresentação da denúncia, o STF solicitará ao presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), a abertura do processo. Sem poder para barrar o caso, Maia o encaminhará para a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

O colegiado dará um prazo de 10 sessões para o peemedebista se defender e de mais cinco para o relator elaborar seu parecer contra ou a favor do prosseguimento da denúncia. Em seguida, o texto do relator será votado em plenário.

Para determinar a instauração do processo, são necessários os votos de 342 dos 513 deputados, ou seja, dois terços do total. 

Caso a denúncia seja aceita, o presidente será afastado do cargo e julgado pelo STF, já que o delito do qual é acusado é um crime comum, e não de responsabilidade, como no caso de Dilma Rousseff, processada pelo Senado Federal.

Se Temer for afastado, o Palácio do Planalto será assumido interinamente pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), enquanto transcorre o processo. 

Em caso de condenação no Supremo, Maia será empossado na Presidência da República e terá 30 dias para convocar eleições indiretas. (ANSA)

PORTAL CLICK POLÍTICA com Notícia ao Minuto.


Queridos amigos e leitores do blog, se vocês não ver postagem do meu blog SUED E POSPERIDADE nos grupos do facebook é porque o mesmo bloqueou as minhas postagens, que eu vejo como punição por eu divulgar notícias de Lula e do PT. Vocês podem acessar o blog pelo Google, G+1, twitter e Pinterest, ou no próprio blog, podem compartilhar as notícias para a página de vocês.
AGRADEÇO A TODOS 

BRASIL NAS MÃOS DE UMA QUADRILHA: Avião com meia tonelada de cocaína decolou da fazenda de Ministro de Temer e gera polêmica no Planalto; CONFIRA!

BRASIL NAS MÃOS DE UMA QUADRILHA: Avião com meia tonelada de cocaína decolou da fazenda de Ministro de Temer e gera polêmica no Planalto; CONFIRA!
26 de junho de 2017
 
Presidente Michel Temer e os ministros Henrique Meireles (Fazenda), Blairo Maggi (Agricultura), senador Eunicio de Oliveira (presidente do Senado) e o Moreira Franco (Sec. Geral da Presidência da República), participam da cerimônia de Anúncio da liberação de milho dos estoques governamentais para venda a criadores e agroindústrias de pequeno porte do Nordeste. Foto: Sérgio Lima/PODER 360

O avião bimotor interceptado pela Força Aérea Brasileira (FAB) nesta quinta-feira (25), carregado com mais de 500 quilos de cocaína, no interior de Goiás, decolou da Fazenda Itamarati Norte, no município de Campo Novo do Parecis (MT) com destino a Santo Antonio Leverger (MT). 

A fazenda está arrendada ao Grupo Amaggi, de propriedade do ministro da Agricultura e senador licenciado, Blairo Maggi (PP).

O bimotor foi interceptado por um caça A-29 Super Tucano da FAB no âmbito da Operação Ostium, desenvolvida de forma conjunta com a Polícia Federal, visando coibir crimes nas fronteiras do país. 

A fazenda ocupa uma área total de 200,4 mil hectares e divididos em 19 unidades própria da Amaggi e outros 51,9 mil hectares arrendados do grupo Itamarati, pertencente ao empresário Olacyr de Moraes.

O bimotor somente pousou em uma área rural após o caça da FAB disparar um tiro de advertência após o piloto se recusar a cumprir uma ordem de pouso em um aeródromo próximo. 

O avião pousou em na zona rural do município de Jussara, interior de Goiás. 

O piloto fugiu do local e até o momento não foi localizado. 

A droga apreendida no interior da aeronave será encaminhada para a sede da Polícia Federal em Goiânia.

brasil247


Queridos amigos e leitores do blog, se vocês não ver postagem do meu blog SUED E POSPERIDADE nos grupos do facebook é porque o mesmo bloqueou as minhas postagens, que eu vejo como punição por eu divulgar notícias de Lula e do PT. Vocês podem acessar o blog pelo Google, G+1, twitter e Pinterest, ou no próprio blog, podem compartilhar as notícias para a página de vocês.
AGRADEÇO A TODOS 


domingo, 25 de junho de 2017

DALLAGNOL NA MIRA DA JUSTIÇA: Procurador Federal realizou palestras ao lado de João Dória e ‘assunto’ debatido foi Lula; SAIBA!

DALLAGNOL NA MIRA DA JUSTIÇA: Procurador Federal realizou palestras ao lado de João Dória e ‘assunto’ debatido foi Lula; SAIBA!
25 de junho de 2017
 

Do BahiaNotícias:

O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), fez declarações polêmicas durante palestra neste sábado (24) no Expertxp 2017, evento da XP Investimentos que reúne empresários e investidores do mercado financeiro, realizado no Transamerica Expo Center, na cidade de São Paulo.

Ao tecer críticas sobre os governos petistas, o tucano chamou a ex-presidente Dilma Rousseff de “anta” e o ex-presidente Lula de “cara de pau”. As declarações foram proferidas enquanto Doria falava de sua motivação para concorrer à prefeitura da capital paulista.

“Quando me perguntam qual foi a minha grande motivação para disputar as prévias do PSDB e a prefeitura, eu respondo: ‘Quem ama o Brasil, não pode achar que depois de 13 anos de PT, de Lula e Dilma, o Brasil pode voltar para essa gente’. Não dá. 

Eu lembrava do Lula e da Dilma falando aquelas bobagens. Aquelas asneiras da Dilma. Uma anta”, afirmou, sendo aplaudido pelos mais de três mil empresários do setor financeiro que participam do evento.

“Desculpa, Dilma, mas você é uma anta mesmo”, reafirmou. Ao falar sobre Lula, Doria ironizou o petista. 

“O Lula com aquela arrogância, com aquele discurso de ‘Nunca antes na história desse país’. Aí o Lula tem a cara de pau de voltar no Congresso do PT e dizer que é preciso modernizar o país. 

Oh, Lula, faça-me o favor. Modernizar o quê? Só se for modernizar a tornozeleira eletrônica”, disse, sendo novamente aplaudido pelo público do evento.

Além de Doria, o Expertxp 2017 contou com participações do coordenador da força-tarefa da Lava Jato no Ministério Público Federal, Deltan Dallagnol, e do presidente do conselho do Itaú, Roberto Setubal. 

Em maio deste ano, o Itaú fechou a compra de 49,9% do capital total da XP Investimentos pelo valor de R$ 6,3 bilhões.


Queridos amigos e leitores do blog, se vocês não ver postagem do meu blog SUED E POSPERIDADE nos grupos do facebook é porque o mesmo bloqueou as minhas postagens, que eu vejo como punição por eu divulgar notícias de Lula e do PT. Vocês podem acessar o blog pelo Google, G+1, twitter e Pinterest, ou no próprio blog, podem compartilhar as notícias para a página de vocês.
AGRADEÇO A TODOS 

Eleições 2018: revista diz que Sérgio Moro condenou Lula a 22 anos de prisão

Eleições 2018: revista diz que Sérgio Moro condenou Lula a 22 anos de prisão
domingo, 25 jun 2017 03:50 PM
 

Vazou para a revista IstoÉ, na edição deste fim de semana, a sentença do juiz Sérgio Moro condenando o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A publicação é precisa no furo: 22 anos de cadeia.

Segundo a IstoÉ, a sentença condenará Lula à prisão no caso do tríplex do Guarujá por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. “O petista vai pegar até 22 anos de cadeia – 10 anos por lavagem de dinheiro e 12 por corrupção passiva”, antecipa a reportagem assinada por Germano Oliveira.

Não é de estranhar que a sentença realmente seja essa, pois, no curso da lava jato, foram vários vazamentos seletivos da força-tarefa para a velha mídia golpista. 

O de maior repercussão, que ajudou no golpe de Estado e na queda da democracia, em março de 2016, foi aquele grampo ilegal da conversa entre Dilma Rousseff e Lula acerca da nomeação do ex-presidente na Casa Civil.

A relação promíscua entre o magistrado e a revista foi amplamente divulgada numa foto de dezembro de 2016 na qual Moro aparece sorridente ao lado do senador afastado Aécio Neves (PSDB), que, pelo critério da lavajatização, sabe-se lá por que ainda está solto.

Voltemos ao vazamento de dados.

Por muito menos, o ex-delegado e ex-deputado federal Protógenes Queiroz foi condenado por vazar informações sigilosas da operação satiagraha, expulso da Polícia Federal e condenado à prisão. Hoje, ele vive asilado na Suíça.

Em novembro do ano passado, ao CONJUR, Protógenes disse esperar invalidar a sentença contra ele porque “o juiz Sergio Moro, juiz que conduz a ‘lava jato’, vazou de forma ilegal, como já foi julgado pelo Supremo Tribunal Federal, conversa entre a então presidente Dilma Rousseff e Luiz Inácio Lula da Silva e não foi punido por isso”.

O ex-delegado da PF foi condenado pela prática de violação de sigilo funcional qualificada, delito previsto no artigo 325, parágrafo 2º, do Código Penal.

Perseguição e tapetão

Ao longo desta semana, várias lideranças políticas se manifestaram acerca da politização excessiva da Lava Jato para condenar, também, a perseguição a Lula e o uso do tapetão para tirar o petista da disputa de 2018.

A presidenta nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann, foi ao cerne da questão: “o juiz Sérgio Moro, pelo Estado Democrático de Direito, observando o devido processo legal, só pode absolver Lula, não pode condená-lo”.

Pelo vazamento da sentença, talvez a dirigente petista pode ter sua esperança frustrada. E, se confirmados os 22 anos na condenação, haverá a prova cabal de que o juiz Sérgio Moro partidarizou sua decisão para ajudar um dos lados na corrida presidencial.

O mais grave nisso tudo é que Moro tende a condenar Lula com base em indício – essa besta que é prima-irmã da convicção. Ou seja, não haverá prova alguma para rechear a fundamentação do juízo da lava jato. Portanto, passível de anulação nas instâncias superiores.

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, mandachuva do PSDB, nesta sexta-feira (23), a seu jeito, igualmente se manifestou a respeito da perseguição a Lula.

“[Alguns dizem] ‘Ah, mas tem o Lula’. O Lula está por conta da Justiça. Eu não vou antecipar, não sei o que a Justiça vai fazer. Suponhamos que a Justiça diga que o Lula não fez nada. Ele é candidato –o único candidato possível do PT. 

Só resta vencer na urna. Ou então dar golpe. Eu sou contra golpe. Só resta vencer na urna. Só que não tem jeito. Preparemo-nos para isso. Para vencer”, afirmou FHC. 




Queridos amigos e leitores do blog, se vocês não ver postagem do meu blog SUED E POSPERIDADE nos grupos do facebook é porque o mesmo bloqueou as minhas postagens, que eu vejo como punição por eu divulgar notícias de Lula e do PT. Vocês podem acessar o blog pelo Google, G+1, twitter e Pinterest, ou no próprio blog, podem compartilhar as notícias para a página de vocês.
AGRADEÇO A TODOS 

Michel Temer se reúne com aliados para definir estratégia de sobrevivência

Michel Temer se reúne com aliados para definir estratégia de sobrevivência
Por iG São Paulo | 25/06/2017 21:39
 Reunião foi realizada poucos dias antes de o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, apresentar denúncia ao Supremo contra o presidente
 Reunião no Palácio da Alvorada contou com a participação do advogado do presidente Michel Temer (PMDB)
Antonio Cruz/Agência Brasil - 14.2.2017

Reunião no Palácio da Alvorada contou com a participação do advogado do presidente Michel Temer (PMDB)

A poucos dias de o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, apresentar denúncia contra Michel Temer (PMDB) no STF (Supremo Tribunal Federal), o presidente reuniu neste domingo (25) os principais nomes de seu núcleo político para definir a estratégia de sobrevivência do governo. O encontro ocorreu no Palácio da Alvorada, em Brasília.

De acordo com informações publicadas pelo jornal “ O Estado de S.Paulo ”, participaram da reunião promovida por Michel Temer os ministros Antonio Imbassahy (Secretaria de Governo), Eliseu Padilha (Casa Civil), Henrique Meirelles (Fazenda), Moreira Franco (Secretaria-Geral da Presidência da República), general Sergio Etchegoyen (Gabinete de Segurança Institucional) e Torquato Jardim (Justiça).

Também participaram do encontro o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) e os líderes do governo no Congresso, André Moura (PSC-SE), e na Câmara, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) – que foi ministro das Cidades durante o governo da ex-presidente Dilma Rousseff (PT).

Oficialmente, a reunião teve como pauta a agenda de votações do Congresso. 

Entretanto, segundo o jornal, o Palácio do Planalto confirmou a participação de Gustavo Guedes, advogado do presidente, na reunião. Também neste domingo, Temer recebeu no Palácio do Jaburu a advogada-geral da União, Grace Mendonça.

Prazo
Na quinta-feira (22), o ministro Edson Fachin, do STF , enviou à PGR (Procuradoria-Geral da República) o inquérito que investiga Temer a partir das delações premiadas dos executivos Joesley e Wesley Batista, proprietários da empresa J&F, holding que controla a JBS. 

Com o recebimento da intimação,Janot recebeu prazo legal de cinco dias para decidir sobre eventual denúncia contra o presidente  e outros citados nas investigações, entre eles, o ex-deputado federal Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR).

Em relatório enviado ao Supremo na última segunda-feira (19), a Polícia Federal diz que as evidências encontradas durante a investigação apontam "com vigor" que Temer cometeu crime de corrupção passiva.

Também nesta semana, a PF concluiu a perícia sobre o áudio da conversa entre o presidente e Joesley Batista e chegou à conclusão de que o arquivo não foi editado. 

Na gravação, os dois conversam sobre o cenário político, os avanços na economia e também citam a situação do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), preso por envolvimento nas irregularidades apuradas pela força-tarefa da Operação Lava Jato.

Em outro trecho da conversa, Michel Temer orientou ao empresário que procurasse Rocha Loures para que resolvesse uma pendência da J&F. 

Rocha Loures, que foi assessor de Temer na Vice-Presidência da República, foi preso pela Polícia Federal no início de junho, após ter sido flagrado recebendo uma mala com R$ 500 mil, que, segundo o empresário, era fruto de propina.



Queridos amigos e leitores do blog, se vocês não ver postagem do meu blog SUED E POSPERIDADE nos grupos do facebook é porque o mesmo bloqueou as minhas postagens, que eu vejo como punição por eu divulgar notícias de Lula e do PT. Vocês podem acessar o blog pelo Google, G+1, twitter e Pinterest, ou no próprio blog, podem compartilhar as notícias para a página de vocês.
AGRADEÇO A TODOS 

Popularidade do PT cresce em meio à crise do governo Temer, mostra Datafolha

Popularidade do PT cresce em meio à crise do governo Temer, mostra Datafolha
Por iG São Paulo | 25/06/2017 13:56
 Preferido por 18% da população, Partido dos Trabalhadores atingiu maior número de simpatizantes desde o início do segundo governo Dilma Rousseff
 Partido dos Trabalhadores (PT) é o preferido por 18% da população brasileira, mostra nova pesquisa do Datafolha

 Ricardo Stuckert - 10.5.17

Partido dos Trabalhadores (PT) é o preferido por 18% da população brasileira, mostra nova pesquisa do Datafolha

Em meio à crise política e econômica atravessada pelo governo de Michel Temer e as denúncias que atingiram o até então presidente nacional do PSDB, Aécio Neves, a popularidade do Partido dos Trabalhadores (PT) entre os eleitores brasileiros voltou a crescer, segundo pesquisa divulgada pelo Instituto Datafolha neste domingo (25).

O partido que elegeu Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff para a Presidência – duas vezes cada – é hoje o preferido de 18% da população brasileira, índice três pontos percentuais acima do registrado na pesquisa anterior, divulgada em maio. 

O índice representa a maior a taxa de popularidade do PT desde dezembro de 2014, pouco após a reeleição de Dilma, quando 22% dos entrevistados pelo Datafolha simpatizavam com a legenda. 

Os últimos levantamentos do instituto refletiam a queda da popularidade do Partido dos Trabalhadores diante das investigações da Operação Lava Jato e do processo de impeachment contra Dilma. 

A legenda era a favorita de 11% dos entrevistados em junho de 2015 e depois foi escolhida por 9% em dezembro do ano passado.  

A nova pesquisa mostra o PMDB de Temer e o PSDB de Aécio empatados como segundo partido mais popular do Brasil, com 5% de preferência cada um. A grande maioria dos entrevistados para o levantamento, 59%, alegou não ter nenhuma preferência partidária. 

A margem de erro do levantamento é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. 

Além das três legendas mencionadas, os únicos partidos que chegaram a alcançar 1% da preferência dos entrevistados na pesquisa foram o PSOL, o PV e o PDT, com 1% cada. 

O Datafolha entrevistou 2.771 pessoas entre quarta (21) e sexta-feira (23), em 194 cidades brasileiras.

Temer em baixa 

O levantamento do instituto já havia revelado, nesse sábado (24), que aprovação do governo Michel Temer atingiu o índice mais baixo dos últimos 28 anos. Apenas 7% da população brasileira considera a gestão do peemedebista boa ou ótima, a pior marca desde o governo de José Sarney (PMDB), que registrou 5% de aprovação em setembro de 1989. 

Os brasileiros que classificam o governo Michel Temer como ruim ou péssimo já representam 69% da população, enquanto outros 23% o consideram regular (outros 2% não souberam responder). 

Na pesquisa anterior, divulgada pelo Datafolha no fim de abril , a gestão Temer agradava a 9% dos eleitores, enquanto a taxa de desaprovação era de 61%.

A atual marca do presidente, influenciada pelas denúncias surgidas a partir da delação de Joesley Batista, já é pior que a registrada pela sua antecessora no cargo, Dilma Rousseff (PT), às vésperas de sofrer o impeachment. 

A petista detinha índices de 9% de aprovação e de 63% de reprovação.



Queridos amigos e leitores do blog, se vocês não ver postagem do meu blog SUED E POSPERIDADE nos grupos do facebook é porque o mesmo bloqueou as minhas postagens, que eu vejo como punição por eu divulgar notícias de Lula e do PT. Vocês podem acessar o blog pelo Google, G+1, twitter e Pinterest, ou no próprio blog, podem compartilhar as notícias para a página de vocês.
AGRADEÇO A TODOS